Quem Somos

Quem Somos

Oi, eu sou a Márcia. Adoro praia, casa cheia, cheiro de chuva e acredito em todos os tipos de amor.

Acredito que, nesse mundo bagunçado onde vivemos, esse sentimento é o único jeito de explicarmos o sentido das nossas vidas. – não deve ser por acaso que a mensagem de diferentes religiões seja, essencialmente, para que cuidemos uns dos outros. Dito assim, isso pode até parecer simples, mas é uma tarefa e tanto!

Amor é um estilo de vida, amor é a nossa religião

Ser do bem é um desafio: não é fácil manter a calma com o vizinho barulhento quando estamos querendo dormir, na madrugada de uma segundona chuvosa. É duro sermos gentis no trânsito logo depois de recebermos uma má notícia. Como querer o bem de alguém que nos fez mal?

Enfrentamos pelo menos um desafio por dia e não existe isso de “chegar lá”, porque ser do bem é uma atitude diária, um estilo de vida, onde o amor importa a despeito do pneu que fura, do leite que derrama e das pessoas que desapontam.

Tudo isso tem a ver com ser gente de verdade – que tem dias bons, dias ruins e até dias de fúria – mas que tenta, todo santo dia, se conectar a coisas boas que nos ajudem a sermos pessoas um tiquinho melhores.

É acreditar em Deus, frequentando ou não alguma igreja. É respirar fundo e teimar em acreditar nos potenciais humanos mesmo depois de assistir ao telejornal. É ter fé na vida e celebrar suas passagens.

Nossa história

Quem Somos

Fundei a Rito com a missão de espalhar amor e oferecer ao mundo o privilégio que eu pude ter quando escrevi minha própria cerimônia de casamento: um ritual leve, que verse sobre as coisas que tem verdadeira importância na vida de cada casal.

Hoje a Rito é uma expressão da minha própria identidade e da marca que eu quero deixar no mundo. Mais do que um trabalho, é uma forma de nutrir a minha alma enquanto procuro me tornar a pessoa que eu quero um dia ser.

Aqui na Rito eu sou a responsável pela criação de cada cerimônia – conversaremos sobre sua história, seus valores, sua maneira de se relacionar (como um par, com Deus, com a vida) para que, então, eu ou minha equipe possamos celebrar sua cerimônia valorizando o amor de quem vocês realmente são: um casal único.

O resultado é sempre um rito de passagem onde há verdade e amor – e casamento, para ser emocionante, precisa ter uma cerimônia arrebatadora!